fevereiro 23, 2009

E o mundo não se acabou


Só se fala em crise por aqui. Eu continuo tomando o meu café bem forte todos os dias e assistindo aos noticiários com as “antenas ligadas” e o “cérebro mole”. De prefêrencia bem mole que é para aguentar tamanha indisposição.
Então, olho para o céu lisboeta, ensolarado finalmente desde o dia 15 de fevereiro, e confesso que não vejo nenhum Deus irado a olhar para nós. Será que ele não estará filmando tudo e apresentará em breve a sua grande obra-prima? Cá para nós, deve ser apenas mais um grande longa-metragem. Quiçá terá o título da composição do baiano Assis Valente, eternizada na voz de Carmen Miranda: “E o mundo não se acabou”.
Em letras garrafais veremos surgir no céu esta frase anti-apocalíptica e a trilha sonora no Brasil será a própria canção: “Anunciaram e garantiram que o mundo ia se acabar/ Por causa disso, minha gente lá de casa, começou a rezar/ E até disseram que o sol ia nascer antes da madrugada/ Por causa disso nessa noite, lá no morro, não se fez batucada/ Acreditei nessa conversa mole/ Pensei que o mundo ia se acabar/ E fui tratando de me despedir/ E sem demora fui tratando de aproveitar/ Beijei a boca de quem não devia/ Peguei na mão de quem não conhecia/ Dancei um samba em traje de maiô/ E o tal do mundo não se acabou”.
Portanto, depois da virada do século sem apocalipse, o Todo-poderoso só pode estar fazendo cinema. Enquanto isso, legiões de pessoas solitárias lotam igrejas e consultórios de psicologia e psiquiatria. Barack Obama parece ser o Salvador mítico dos americanos.
Mas sugiro não esperarem pela estréia da película (35mm), deprimidos em casa, pois terão perdido um tempo precioso de suas vidas. Acho que o Senhor Criador resolveu esperar um pouco mais e lançar o filme somente em 2010, quem sabe até lá o Salvador Obama não consiga mudar o roteiro.
Não há o que esquentar. Crise? Que nada! Logo está a chegar o carnaval.Todo mundo veste a sua máscara predileta, ricos e pobres, todos iguais enchendo copos e pulando no salão. A folia passa e finalmente o ano inicia no Brasil.
Aqui em Portugal o carnaval já começou. Estamos em ano de eleições (européias, legislativas e autárquicas) e a imprensa reaviva escândalos envolvendo o primeiro-ministro José Sócrates (PS). A oposição solta confetes.
Parece que o caos está instalado, mas a crise tende a melhorar em 2010. Então, o Senhor lança a sua obra-prima e todo mundo compreende que o mundo não se acabou, afinal foi apenas mais uma tentativa frustrada por parte da humanidade.

*Crônica inspirada em post do Blog do Cabeludo.

Foto: entre o céu e a terra, poço iniciático maçônico, Quinta da Regaleira, Sintra.

Sem comentários: