setembro 30, 2011

Novas paragens

Como tudo na vida, este blog tem data de validade. Todos estes posts servem como um histórico virtual de muitas histórias, sensações vividas por uma "sobrevivente da crise".
O ciclo deste blog fechou-se com o meu retorno ao Brasil.
Se quiserem, acompanhar as minhas escritas e fotografias, tenho outro endereço :-)


http://viverliterariamente.blogspot.com/

Abraços a todos(as).

Nenhum ser feliz pode saber que o é



"Com a felicidade  acontece o mesmo que com a verdade: não se possui, mas está-se nela.  Sim, a felicidade não é mais do que o estar envolvido, reflexo da  segurança do seio materno. Por isso, nenhum ser feliz pode saber que o  é. Para ver a felicidade, teria de dela sair: seria então como um  recém-nascido. Quem diz que é feliz mente, na medida em que jura, e peca  assim contra a felicidade. Só lhe é fiel quem diz: fui feliz. A única  relação da consciência com a felicidade é o agradecimento: tal constitui  a sua incomparável dignidade."
Theodore Adorno, in "Minima Moralia"


Agradeço pelos momentos que vivi em Algés. Saudades.

fevereiro 26, 2011

A magia da vida

O lado mágico da vida, ao meu ver, é a mudança. Nem um dia é igual ao outro. A paisagem muda, os problemas se diluem, as expressões transformam-se, a vida ensina-nos que nada como um dia após o outro para olharmos o mundo com outros olhos. Os mesmos olhos, agora mais experientes e brilhantes...revêem o que passou com a convicção sincera de que a vida é pura magia...e apenas isso.
Assim como nosso corpo se transforma, nossos caminhos mudam, seguindo as estações.
Estou no Brasil, retornei às origens finalmente. Fevereiro de sol, chuva e carnaval...
Sinto saudades de Portugal, mas sobretudo dos amigos, das pessoas que ficaram marcadas em nossas vidas. Cheguei a uma conclusão muito simples, o que faz dos lugares especiais são as pessoas. E agora tenho a minha família e o meu amor por perto... estou muito feliz.
Começamos uma nova vida, com direito a um filho que está por chegar...daqui alguns meses...
A alegria de esperar por uma vida revela, como nenhuma outra experiência é capaz, a magia da vida.
Estou fechando o ciclo deste blog...as lembranças boas de Portugal ficaram guardadas na memória.
A crise passou por mim, pelo menos o peso dela já não produz nenhum impacto, ficaram algumas marcas trasmutadas em pensamentos, poesias, sensações, fotografias, lembranças fugazes, dores já esquecidas.
Desejo que os imigrantes brasileiros que ainda vivem em Portugal continuem lutando e sejam felizes dentro das limitações que o país, em recessão econômica, lhes impõe.
Espero visitar Portugal em outras condições, como turista... e rever as pessoas e os lugares.
Os lugares revelam-se com as pessoas. 3 anos vivendo em Portugal foram marcantes.
Um dos aprendizados mais importantes da minha vida.
Agora sinto-me cidadã do mundo, mas sempre com a bagagem segura de um país maravilhoso e de uma família especial que me recebe de braços abertos.
Em breve vou postar aqui o endereço do blog do nosso filho que nascerá em junho.
Saudações a todos,
Larissa